Neide


Neide

Praça do Papa - Campo Grande - MS/ Tânia Souza














Neide

Era uma tarde de melancolias e sol
E você se foi...

Não tive tempo de ver o pôr-do-sol. Ou medo foi...
Vislumbrei lá fora alguns resquícios de vermelho quebrando o azul
Mas meu coração estava tão quebrado...
A tristeza do poente não caberia em meu olhar.
Aquarelando o dia, a certeza de um adeus.

Era uma tarde de melancolias e sol
E você se foi...

Lembranças táteis: minha mão em sua face e seu sorriso meigo
Você estava tão cansada, mas não queria se entregar
E inventamos uma brincadeira de quimeras:
Seu olhar traduzia esperança e eu fingia acreditar.

Então, novembro ficou tão triste de repente...
Não houve ponteiros brincando de tempo
Havia um ritmo dolorido das horas contadas
E a urgência em um adeus quase impossível de se aceitar

Era uma tarde de melancolias e sol
E você se foi.

Não aprendi não ter você aqui...

Para minha irmã Neide, que partiu desse mundo insano em 25/11/2011

*Ainda me lembro do dia que tiramos essa foto... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário